Livros Infantis

Se todo mundo sabe a importância da literatura para construção das pessoas, é mais óbvio ainda que isso deva começar desde bem cedo, já que o hábito da leitura é principal modo para que, mais tarde, o jovem e o adulto tenham esse prazer imenso que é ler.

Além de educativos, os livros infantis ainda transportam os pequenos para os mais mágicos e lúdicos mundos que só a literatura pode dar, além de ajudar no raciocínio e na enorme facilidade que as crianças passam a ter na hora do aprendizado, por isso, não existe coisa mais importante na vida de uma pessoa que um começo de tudo cheio de livros infantis.

É diante disso que a Revista Crescer escolhe todo anos seus 30 Melhores Livros Infantis e em 2011 foram:

O que tem dentro da sua fralda? – de Guido Van Genechten (Brinque-Book – Trad. Vânia Maria Lange)

O livro redondo – de Caulos (Rocco)

Um amor de botão – de Pauline Carlioz (Salamandra – Trad. Luciano Vieira Machado)

Uma lagarta muito comilona – de Eric Carle (Kalandraka – Trad. Miriam Gabbai)

Yumi – Annelore Parot (Companhia das Letrinhas – Trad. Eduardo Brandão)

A vida secreta das árvores – de Gita Wolf e Sirish Rao (texto) e Bhajju Shyam, Durga Bai e Ram Singh Urveti (ilustrações) (WMF Martins Fontes – Trad. Monica Stahel)

Bruxinha Zuzu – de Eva Furnari (Moderna)

O artesão – de Walter Lara (Abacatte)

Selvagem – de Roger Mello (Global)

Sombra – de Suzy Lee (Cosac Naify)

Telefone sem fio – de Ilan Brenman e Renato Moriconi (Companhia das Letrinhas)

A história do leão que não sabia escrever – de Martin Blaltscheit (WMF Martins Fontes – Trad. Monica Stahel)

A lua dentro do coco – de Sérgio Capparelli (texto) e Guazzelli (ilustrações) (Projeto)

É um livro – de Lane Smith (Companhia das Letrinhas – Trad. Júlia Moritz Schwarcz)

Margarida – de André Neves (Abacatte)

Pato! Coelho! – de Amy Krouse Rosenthal (texto) e Tom Lichtenheld (ilustrações) (Cosac Naify – Trad. Cassiano Elek Machado)

As lavadeiras fuzarqueiras – de John Yeoman (texto) e Quentin Blake (ilustrações) (Companhia das Letrinhas – Trad. Eduardo Brandão)

Gildo – de Silvana Rando (Brinque-Book)

Mamãe é um lobo – de Ilan Brenman (texto) e Gilles Eduar (ilustrações) (Brinque-Book)

Trudi e Kiki – Eva Furnari (Moderna)

Ah – se a gente não precisasse dormir!, Gertd Fehrie (texto), Desiree La Valett e David Stark (concepção) e Keith Haring (ilustrações) (Cosac Naify – Trad. Claudio Marcondes)

Dez patinhos – de Graça Lima (Companhia das Letrinhas)

Que João é esse? Que Maria é essa? – de Lalau (texto) e Laurabeatriz (ilustrações) (Companhia das Letrinhas)

Avô, conta outra vez – de José Jorge Letria (texto) e André Letria (ilustrações) (Peirópolis)

Controle remoto – Tino Freitas (texto) e Mariana Massarani (ilustrações) (Manati)

Obax, de André Neves (Brinque-Book)

Ode a uma estrela – de Pablo Neruda (texto) e Elena Odriozola (ilustrações) (Cosac Naify – Trad. Carlito Azevedo)

O que é uma criança? – Beatrice Alemagna (WMF Martins Fontes – Trad. Monica Stahel)

Sábado na livraria – Sylvie Neeman (texto) e Olivier Tallec (Cosac Naify – Trad. Cássia Silveira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Consulte o saldo do FGTS http://saldofgts.net.br
Tudo sobre a Nota Fiscal Paulista http://www.paulistanotafiscal.com.br/
Portal de carros no brasil http://www.carrosnobrasil.net